quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Fracionado

Duvido porque vivo, vivo porque duvido
Divido, vivo, somo e subtraio
Traio...
Traindo eu somo
Sentindo me satisfaço
Consentindo eu me desgasto
Na equação da vida
Só resta a multiplicidade da diferença, por onde percorre o ser na busca do não ser
Vivendo vou sendo
Somando vou indo
Cair ou levantar?
Ser bom ou ser mau?
Ou quem sabe igual?
Elevar-se na potência?
Não!
Prefiro reconhecer que sou fracionado
Hoje sou meio
Amanhã, quem sabe, serei inteiro.

zé silva.

2 comentários:

Lady Starlight* disse...

A-D-O-R-E-I! Ficou perfeito!

Júlia Eleguida disse...

visitamo-nos!!!
bjus